Workshop discute a importância da Medicina Laboratorial

24 de março de 17
1 / 1

O Mário Palmério Hospital Universitário (MPHU) irá realizar um Workshop sobre “Diagnóstico do Infarto e Medicina Laboratorial". Este evento terá como parceiro a Ortho Clinical Diagnostics e acontecerá na próxima terça-feira (28), às 19h30, no Anfiteatro 1 do MPHU.


O objetivo do evento é atualizar médicos e residentes em relação ao que se tem de novo na medicina laboratorial, com foco no diagnóstico do infarto. E, também, apresentar os novos serviços que serão oferecidos. “Iremos divulgar a nova metodologia de realizar os exames laboratoriais, umas das melhores metodologias do mercado, que está sendo utilizada em alguns hospitais de referência como o Hospital Israelita Albert Einstein, o Hospital de Câncer de Barretos, entre outros. Esta metodologia dispensa a utilização de água para realização dos exames, produzindo menos resíduos e diminuindo a interferência nos resultados”, explica o coordenador, Diego Cruvinel Maciel.


Durante o Workshop, também será apresentado o Laboratório de Análises Clínicas e Imagem Mário Palmério Hospital Universitário, divulgando os novos serviços, como coleta domiciliar, check-up completo e cartão fidelidade, entre outros já existentes.


De acordo com o palestrante, Dr. Carlos Eduardo dos Santos, a medicina laboratorial contribui muito na prática clínica nos dias de hoje. Como coordenador médico do departamento de Química Clínica do Laboratório Clínico do Hospital Albert Einstein, afirma que a disseminação de informações a respeito dos protocolos clínicos e diagnósticos deve ser feita constantemente. “A partir do momento que o médico conversa com o paciente e o examina, ele deve solicitar os exames complementares para confirmar ou excluir suas hipóteses diagnósticas. Os exames de laboratório contribuem muito para a prática clínica e devem ser solicitados com critérios”, reforça o Dr. Carlos Eduardo.


Ainda de acordo com o palestrante, as doenças do aparelho cardiocirculatório são uma das principais causas de morte no país, com destaque para o Infarto e o Derrame (AVC – Acidente Vascular Encefálico). “Para conseguirmos reduzir o número de pessoas acometidas, um ponto importante é a prevenção. Existem dois principais fatores de risco modificáveis que devem ser exaustivamente combatidos: o tabagismo e a dislipidemia (colesterol alto)”, destaca o Dr. Carlos Eduardo. 


O Workshop é direcionado à classe médica - cardiologistas, residentes, clínica médica, intensivistas e médicos de urgência. “Temos a expectativa de surpreender principalmente a classe médica com a metodologia de realização dos exames,  preocupação com qualidade e com o meio ambiente, com os novos programas de descontos que atingirão a toda população, e sanar as dúvidas sobre o assunto do workshop”, completa Diego Cruvinel.