Uniube participa do lançamento do primeiro sítio do Geoparque Uberaba

02 de maio de 18
1 / 2
2 / 2

A Universidade de Uberaba é uma das instituições apoiadoras do lançamento do primeiro sítio do projeto Geoparque Uberaba. O projeto, idealizado por Luiz Carlos Ribeiro e conta a iniciativa da Prefeitura de Uberaba, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), Associação Brasileira de criadores de Zebu (ABCZ) e parceria do Sebrae, Fiemg e Comtur. A inauguração do sítio aconteceu no último sábado (28) no Parque Fernando Costa.


Segundo a UNESCO, geoparque é uma área onde sítios e paisagens de relevância geológica nacional e internacional são administrados baseados em um conceito holístico de proteção, educação e desenvolvimento sustentável. O Sítio ABCZ ficará dentro do Parque Fernando Costa. O objetivo do projeto é obter a candidatura enquanto Geoparque Mundial da UNESCO, a fim de se tornar Patrimônio Natural da Humanidade em 2019. 


O Sítio ABCZ possui três espaços: O Museu do Zebu, que guarda a memória e a história da pecuária zebuína no Brasil; Museu a Céu Aberto, composto pelo patrimônio histórico e artístico do Parque, onde é possível conhecer aspectos da arquitetura, paisagismo e pessoas que marcaram a história de Uberaba; e Sede Nacional da ABCZ, maior instituição de pecuária do mundo com cerca de 20 mil associados de todos os estados da Federação e de diversos países.


A participação da Uniube como apoiadora, segundo o Pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Extensão da Uniube, André Fernandes é de extrema relevância. “A ideia é que os professores nossos das mais variadas áreas participem de alguma forma desse projeto. Como é um projeto vital para a cidade é importante estarmos participando disso”, pontua o professor.