Residentes da Clínica Médica do MPHU e alunos da Medicina Uniube publicam artigos em periódicos científicos

02 de agosto de 21
1 / 2
2 / 2

Residentes da Clínica Médica no Mário Palmério Hospital Universitário (MPHU), em conjunto com alunos e egressos do curso de Medicina da Universidade de Uberaba (Uniube), tiveram dois trabalhos científicos publicados em jornais e revistas eletrônicas de renome nacional na área da saúde.


O artigo "Abdome agudo e dengue, uma apresentação atípica: relato de caso" foi publicado no Jornal de Ciências Biomédicas e Saúde, pelos autores: Maria Nathália Vilela Assis, Caroline Lourdes Esteves Mesquita, Bruno Bento Alves Esber Kanaan, Geórgia Mansur, Maria Clara Faustino Linhares, Vitor Antônio Santos Anjo e Patrícia Naves de Resende.


Já o estudo sobre "Covid-19 e Eritema Nodoso: um relato de caso", com autoria dos residentes Geórgia Mansur, Bernardo Oliveira Castro de Azevedo Oliveira, Amanda Lívia Silva Moura, Tiago Lucas Tadeu Carvalho Castro, Diogo Lemos Araújo e do médico infectologista, Guilherme Henrique Machado, foi publicado na Revista Interdisciplinar em Saúde.


De acordo com o coordenador do Programa de Residência em Clínica Médica, o médico nefrologista Fabiano Bichuette, os relatos de casos feitos pelos residentes são frutos de casos reais, vivenciados dentro do MPHU, com pacientes internados na enfermaria de clínica médica. Bichuette conta que os casos relatados geralmente são atípicos e contribuem com a formação e aprendizado dos alunos e dos residentes.


"O MPHU é um campo completo para formação dos alunos dos cursos de saúde. Nossa enfermaria é bastante rica, e podemos auxiliar os estudos enquanto os atendimentos com os pacientes vão sendo feitos. Quando os casos fogem um pouco do habitual, eles tornam-se de grande interesse e ajudam na compreensão de novos mecanismos fisiopatológicos e na apresentação clínica não muito habitual das doenças", explica o coordenador.


Para a residente do 2° ano de Clínica Médica no MPHU, Geórgia Mansur, ter trabalhos científicos publicados em renomados periódicos da área da saúde ajuda no crescimento profissional do estudante e do residente tanto da medicina quanto de outras áreas da saúde, uma vez que os profissionais vivenciam os casos, e os estudos científicos são feitos a partir de relatos reais e práticos.


"Um dos trabalhos teve como tema central o eritema nodoso, uma manifestação dermatológica que identifiquei em um caso clínico de uma paciente pós-infecção por Covid-19. Essa publicação, agora, poderá ser mais um meio de pesquisas e um grande auxiliador em futuros estudos e diagnósticos da doença", conta Geórgia.