Projeto de Iniciação Científica simula cirurgias ortopédicas

17 de novembro de 17
1 / 1

O aluno do curso de Engenharia de Computação da Uniube Uberlândia, Thalison Carlos Gomes e a professora Dra. Luciene Oliveira desenvolveram um serious game (jogos sérios) voltado para a simulação de cirurgias ortopédicas com o uso de óculos de Realidade Virtual. O trabalho faz parte de um projeto de Iniciação Científica, teve o apoio também do professor Eduardo Chagas, e visa realizar o treinamento de profissionais da área da saúde ensinando-lhes o passo a passo de uma cirurgia real.


O desenvolvimento do projeto foi feito pelo graduando Thalison com a orientação da professora Luciene. Para ele, a tecnologia dará ao usuário a chance de interagir com a aplicação, aumentando os conhecimentos e adquirindo novos.“É uma aplicação do tipo Serious Gamee um simulador cirúrgico que é utilizado por meio de uma ambientação com o óculos de realidade virtual. O objetivo é proporcionar ao estudante de medicina um recurso a mais para seu aprendizado”, afirma o Thalison.


De acordo com a professora Luciene, a capacitação médica é cada vez mais importante e o preparo acadêmico do profissional de Medicina é elementar para que erros de falha humana sejam evitados. “É possível observar atualmente uma atuação significativa da tecnologia na Saúde, não só como ferramenta de trabalho, mas também no aprendizado e formação profissional”, defende. Ela explica que com a Realidade Virtual Imersiva proporcionada pelos óculos, foi possível trazer uma experiência de aprendizagem com a união das áreas da saúde e educação. “Por muito tempo, jogos foram vistos apenas como uma forma de entretenimento. Atualmente, alguns jogos tem um propósito a mais, que proporcionam experiência que agregam conhecimento, estas aplicações ficaram conhecidas como jogos sérios ou serious game”, completa.


Para a utilização, o usuário deve colocar os óculos com a execução da aplicação. Logo após, ele se encontrará imerso em uma sala cirúrgica e assistirá de perto todos os procedimentos feitos ali. “No decorrer da animação, ela será pausada e aparecerá ao usuário duas opções, ele deverá escolher com base nos conhecimentos que tem. Uma das opções será a maneira efetivamente correta de realizar o próximo passo da cirurgia e a segunda, a maneira incorreta”, descreve Thalison.


O projeto foi eleito como 2º melhor artigo no I Concurso de Artigos Acadêmicos da Associação Brasileira de Melhoria em TI, no qual participaram 39 Universidades e 22 Faculdades. Com a premiação foram recebidos dois notebooks i5, sendo um para o estudante e outro para a instituição. “A simulação é um ensinamento. Mostrará para o aluno não só o que ele deve fazer, mas o que ele deve evitar e as consequências de fazer algo não recomendado”, finaliza o graduando.