Projeto da Uniube visa tornar os profissionais mais humanitários

17 de outubro de 16
1 / 6
2 / 6
3 / 6
4 / 6
5 / 6
6 / 6

Os alunos do curso de Medicina e Engenharia Civil e Elétrica da Uniube promoveram o dia de “Brinquedos e Brincadeiras – Educação e Promoção da Saúde” no Centro de Educação Infantil Maria Rosa de Oliveira, na última terça-feira (11).

O projeto visa estimular o avanço da capacidade cognitiva da criança. É de extrema importância educacional saber que a infância é a fase fundamental do desenvolvimento humano. Por essa razão, o projeto de extensão, coordenado pela professora Valeska Guimarães e com a participação da professora Adriana Rodrigues, propõe a experiência de unir os alunos universitários ao universo infantil, por meio de brincadeiras e aprendizagens, tornando-os profissionais mais perceptivos e humanitaristas.  

Os alunos arrecadaram brinquedos através de caixas espalhadas pela Uniube e colégios da cidade.  A arrecadação teve início em fevereiro deste ano e resultou em 315 brinquedos para as 120 crianças do Cemei. O número de itens doados superou as expectativas dos integrantes do projeto.

 Para a professora Valeska, o evento beneficia tanto as crianças, quanto os graduandos, auxiliando na formação de profissionais altruístas e responsáveis. “O desenvolvimento de ações lúdicas na infância contribui para a promoção à saúde, propicia uma aprendizagem efetiva e permite interações e vínculos diversos. Pelo brincar, as crianças significam o mundo, vivenciam o papel dos adultos com os quais convivem, expressam sentimentos, entendem regras, aprendem a se relacionar com os outros e consigo mesmas, ampliam sua visão de mundo. Ao brincar, as crianças se apropriam das tradições às quais pertencem e, ao mesmo tempo, produzem e reproduzem cultura”, explica a coordenadora.

Acesse AQUI o link com a entrevista concedida à TV Integração.