Projeto da Uniube possibilita ensino prático de Física a distância

20 de agosto de 21
1 / 3
2 / 3
3 / 3

O curso de Licenciatura em Física EAD da Uniube, em parceria com os cursos de Engenharia Elétrica e Engenharia da Computação, desenvolveu um projeto de experimentação remota, por meio da criação de um "Módulo Físico".  A pesquisa visa proporcionar a prática do ensino de Física às escolas com poucas ou nenhuma estrutural laboratorial. Além dos professores dos três cursos, o projeto contou também com a atuação de docentes e alunos dos cursos de Licenciatura em Física, Engenharia da Computação e Sistemas de Informação, da Universidade.


O trabalho, que é proveniente da Iniciação Científica da Uniube, tem o objetivo de auxiliar as escolas a realizarem atividades experimentais remotamente. "O projeto consiste no desenvolvimento, construção, validação e aplicação de um Módulo Didático para Práticas de Circuitos Elétricos, podendo ser utilizado no ensino de Física e Ciências. Esse equipamento permite ao aluno realizar uma prática real (não uma mera simulação computacional) de forma remota, isto é, à distância", explica o gestor do curso de Licenciatura em Física, Welington Mrad.


Por meio da nova ferramenta, o aluno poderá acessar o módulo e realizar a atividade prática por computador e celular, com conexão de internet. "Este projeto integra o conceito de IoT (Internet of Things) e foi totalmente desenvolvido por dois alunos de graduação da Uniube, Lucas de Oliveira Estevam e Mateus Henrique Rodrigues Ribeiro, sob a minha orientação e dos professores Lúcio Rogério Júnior e Guilherme Henrique Alves", continua o gestor


O estudante poderá configurar o circuito que deseja energizar e testar, selecionando os resistores do circuito e o nível de tensão (ddp) da fonte de alimentação. "As grandezas elétricas são medidas por instrumentos totalmente visuais, fixados no frontal do equipamento e visualizados pelo aluno durante a prática. Para facilitar a experiência prática do aluno e ainda orientá-lo como proceder com as atividades experimentais utilizando o Módulo, foram construídos três Roteiros de Prática, totalmente pedagógicos no padrão da Universidade".


A proposta busca reduzir as barreiras da distância para os estudantes e ainda possibilitar parceria entre instituições de ensino. "A disponibilização do módulo para escolas com pouca ou sem nenhuma estrutura física de laboratório de ciências pode ser um caminho para aumentar a acessibilidade e reduzir as barreiras financeiras e estruturais para promoção do ensino", complementa Welington.


O projeto foi inicialmente aplicado em uma escola na cidade de Uberaba e contou com a participação dos alunos do curso de Física e Engenharia da Computação, Jonas Fabio Barbosa e Lucas de Oliveira Estevam, respectivamente.


Aprovação no ITA


O trabalho com o título "Development and construction of a didactic module of electrical circuits for remote experimentation in physics teaching" foi aprovado no XIV Encontro de Física do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (EFITA), evento nacional, com palestras, minicursos e apresentação de trabalhos de alto nível. O encontro acontece anualmente em São José dos Campos, no interior de São Paulo. No encontro, o projeto recebeu menção honrosa pelo desenvolvimento, sendo agraciado como um dos melhores trabalhos apresentados.


"Todo o time de pesquisadores ficou bastante feliz com o reconhecimento da comunidade científica em relação ao trabalho desenvolvido. Sendo que já foram publicados dois artigos em periódicos, realizadas apresentações em dois eventos científicos (SEMIC 2020 e EFITA 2021). Submetemos um 3º artigo para um periódico especializado em Tecnologia aplicada ao ensino e também submetemos o trabalho para a conferência regional de Engenharia Elétrica da UFU", enaltece o professor Welington Mrad Joaquim.


Além do conhecimento adquirido, participações como essa propiciam troca de experiência entre pesquisadores e possibilitam a aplicação e validação de funcionamento do equipamento. "A Universidade, alinhada à sua filosofia de sempre contribuir com o desenvolvimento social, estará mais uma vez participando deste processo de integração e promoção do conhecimento, oferecendo esta ferramenta para instituição de ensino carentes de recursos", finaliza o gestor.