Professor da Uniube Uberlândia participa de Congresso Nacional de Meio Ambiente

23 de outubro de 19
1 / 3
2 / 3
3 / 3

Aconteceu, entre os dias 24 e 27 de setembro, a 16ª edição do Congresso Nacional de Meio Ambiente, na cidade de Poços de Caldas-MG. Neste ano, o evento trouxe como tema “Justiça social e sustentabilidade medianizadas pela economia verde” e teve na programação a realização do 3º Simpósio de Águas de Poços de Caldas.


O evento contou com cerca de 600 pessoas e mais de 400 trabalhos, entre eles o Painel de Discussões: Mar de Lama Nunca Mais (PL 3695/2016). Apresentado pelo coordenador do curso de Engenharia Ambiental da Uniube Uberlândia, professor Fabrício Pelizer Almeida, contou com a parceria de Maria Teresa Corujo (Movimento pelas Serras e Águas de Minas), Júlio Cesar Dutra Grillo (Assembleia Legislativa de Minas Gerais) e da  professora Flávia Peres Nunes (Razão Consultoria Ambiental).


Conversamos sobre as implicações, os debates e a participação da sociedade civil organizada para que o projeto de lei fosse convertido na Lei nº 23291 de 25/02/2019, sancionada pelo governador Romeu Zema Neto, nessa data. Fizemos um histórico, desde os eventos recentes e criminosos de Mariana e Brumadinho até os graves problemas ainda enfrentados em Minas Gerais, nas regiões próximas às áreas de mineração, como em Congonhas, Itabira, Ouro Preto e Paracatu, devido ao risco iminente de rompimento de barragens”, conta Pelizer.


Além do painel, o professor Fabrício ministrou também o minicurso Modelagem Econométrica e as Concepções da Economia Ecológica, que buscou calcular o valor econômico dos recursos naturais de uma forma agregativa, participativa e um pouco mais equilibrada. “Abordamos a necessidade de tratar os serviços ecossociológicos pelo ponto de vista da economia ecológica e dos princípios biofísicos naturais. Trabalhamos modelos matemáticos de melhor resposta, valoração contingente e mapas de respostas qualitativas, para corrigir preços de recursos hídricos, florestais, minerários, entre outros”, afirma o professor. 


Ainda no que diz respeito à participação do professor no evento, houve a apresentação de dois trabalhos científicos. O primeiro, Concorrência de Fatores Sociais, Econômicos, Políticos e Ambientais nas Percepções da População de Uberlândia/MG acerca dos Casos Notificados de Dengue, escrito em parceria com as alunas Jaínne Pereira Mendonça e Giulia Faria Shimamoto, é resultado do Projeto "Variações climáticas locais, eventos epidemiológicos e percepções socioambientais" e do plano de trabalho "Valoração contingente da qualidade ambiental urbana e dos serviços socioambientais no município de Uberlândia (MG)". 


O segundo, Estimação do Estoque de Carbono no Solo em Sistema Silvipastoril Biofertilizado com Água Residuária da Suinocultura, foi escrito em parceria com Giulia Faria Shimamoto, aluna do MBA em Sustentabilidade Corporativa e Finanças Ambientais da Uniube, que aproveitou o TCC do curso para submetê-lo.


O Congresso Nacional de Meio Ambiente


 


Esse congresso é tradicional no País abordando diversos temas afins: mudanças climáticas, biodiversidade e Amazônia, pegada de carbono, impactos ambientais de empreendimentos no país, agrotóxicos e polinizadores, urbanização, saúde e educação ambiental, biotecnologia, cadeias produtivas sustentáveis, turismo ecológico e economia solidária.