Pró-reitor André Fernandes participa do maior Congresso da área de Engenharia Agrícola do país

14 de agosto de 18
1 / 3
2 / 3
3 / 3

O Pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Extensão da Universidade de Uberaba, professor Dr. André Fernandes, participou da abertura do XLVII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola (Conbea). O Evento, que aconteceu de 6 a 8 de agosto em Brasília, teve o objetivo de reunir alunos e professores de graduação e pós-graduação da área de Ciências Agrárias, para a discussão de assuntos relacionados ao setor, como: Construções Rurais, ambiência, dentre outros.


Atualmente, o Pró-reitor André Fernandes é, também, presidente da Associação Brasileira de Engenharia Agrícola (SBEA), responsável pelo Congresso, no biênio 2018/2019. Ele afirma que o principal objetivo da gestão é o de aumentar a participação de empresas e produtores rurais no Conbea. “Já foi definido em assembleia que a próxima edição do evento será realizada em Campinas, com apoio da Uniube e com a Unicamp como anfitriã. Já estamos com apoio praticamente fechado da organização da Feira Internacional de Irrigação, a FIB, que deverá ser realizada junto com o Conbea 2019, trazendo ao evento 60 empresas do setor de Engenharia de Água e Solo. Com esta parceria, pretendemos aproximar os produtores rurais às empresas, bem como aos acadêmicos e docentes de graduação e pós-graduação que atuam em Ciências Agrárias”, compartilha.


Ainda segundo o professor, o agronegócio é extremamente importante para o Brasil, sendo responsável em 2017 por 70% do aumento do Produto Interno Bruto (PIB), além de empregar 40% da população. “Embora grande parte da sociedade brasileira não saiba, o agronegócio brasileiro representa muito para o País, sendo o principal responsável pela manutenção da balança comercial favorável nos últimos anos, com quase todos os outros setores operando com resultado negativo. E o mais importante, utilizando apenas 30% da sua área ocupada com as atividades agrícolas e pecuárias (sendo apenas 7,8% com agricultura). Quase 70% da área total do Brasil é formada por vegetação protegida e preservada, valores muito superiores à grande parte dos países do mundo”, explica.


Para concluir, o Pró-reitor enaltece: “É importante que a sociedade brasileira saiba do grande papel que os agricultores brasileiros desempenham para a nossa economia e, mesmo com recordes cada vez maiores de produtividade, também são campeões de preservação ambiental”.