Minha carreira de sucesso: ex-aluno de Jornalismo apresenta programa no Canal Rural

28 de outubro de 19
1 / 3
2 / 3
3 / 3

A experiência de 30 anos de trabalho no Jornalismo Rural foi o diferencial para que o ex-aluno do curso de Jornalismo da Universidade de Uberaba (Uniube), Tobias Ferraz, conquistasse a função de âncora do programa “Nação Agro”, exibido semanalmente no Canal Rural. O programa, com sede em São Paulo, aborda, de maneira simples e didática, os principais temas de interesse do homem do campo.


Além do programa, o projeto “Família Nação Agro” realiza caravanas em municípios do interior de São Paulo com o objetivo de difundir o conhecimento e debates sobre a temática. Tobias afirma que se orgulha de fazer parte desse projeto e ressalta a importância dele para o atual cenário do agronegócio. “Como o extensionismo rural está sucateado no Brasil, os sindicatos rurais via Senar e Sebrae levam informações e dicas de tecnologia para os produtores, suprindo parte das necessidades de assistência técnica e extensão rural.”


Neto de produtores rurais, Ferraz viveu parte da infância e adolescência no campo. Após a formatura, em 2009, o jornalista trabalhou em revistas e canais especializados, e tais trabalhos fizeram com que ele se tornasse referência na área. Quando questionado sobre os requisitos para ser um bom jornalista no ramo, o profissional destaca o conhecimento dos fundamentos agronômicos. “É importante conhecer sobre a veterinária, zootecnia, política agrícola, mercado, clima, pesquisa e tecnologia. Além disso, nunca se deve abordar uma reportagem pelo lado mais fácil, a investigação jornalística é algo fascinante.”


Quando veio para Uberaba, Tobias decidiu concluir o curso de graduação que havia iniciado em Campinas. Ele confirma que o conhecimento adquirido na Universidade foi essencial para o aprimoramento no trabalho. “Morando em Uberaba, vi a oportunidade de terminar o curso na Uniube e foi uma experiência riquíssima. Por ser já vivido e experiente na profissão, o curso foi uma grande oportunidade para aprofundamento teórico, correção de ‘defeitos’ e reciclagem profissional. Sou muito grato aos professores”, finaliza o egresso.