Medicina Uniube realiza 1º Congresso sobre saúde da criança e do adolescente em vulnerabilidade

17 de maio de 21
1 / 1

Os alunos do projeto Construindo Amigos, do curso de Medicina da Uniube, realizam, a partir desta segunda-feira (17), o 1° Congresso Interdisciplinar da Saúde da Criança e do Adolescente em Vulnerabilidade. O evento acontece até quarta-feira (19) e é realizado juntamente com a Sociedade de Medicina e Cirurgia de Uberaba (SMCU) e com as Ligas de Pediatria da Uniube, IMEPAC, UFTM e UFU. As inscrições podem ser realizadas pelo link: eventos.congresse.me/ciscav/edicoes/469-ciscav.


O evento tem caráter técnico-científico e é destinado a acadêmicos e profissionais da saúde que buscam se preparar e se capacitarem para lidar com as situações de vulnerabilidade infantojuvenil no Brasil. "Nós queremos que os participantes desenvolvam um olhar mais crítico quanto aos diversos tipos de vulnerabilidade às quais as crianças podem estar expostas. Além disso, esperamos que a troca de experiências entre as diversas áreas da saúde instigue uma atuação mais integrada e ativa para a proteção desse grupo", explica a acadêmica do 7º período, Andressa Paes Medeiros de Freitas.


Segundo professora de anatomia, histologia e embriologia da Medicina Uniube, coordenadora do evento, Ana Cristina Romano Marquez Souza, o Congresso aborda um tema delicado e de suma importância para a sociedade: crianças que sofrem ou sofreram alguma negligência familiar. "Nesse evento, profissionais da saúde que trabalham com essas crianças ministrarão palestras sobre o tema, orientando, transmitindo conhecimento e trocando experiências com o público. Para os alunos, essa não é uma área fácil de trabalhar um tema delicado, em que eles precisam de suporte e orientações. Esse congresso, vai sanar e esclarecer muitas dúvidas. Para os alunos que coordenam o congresso, é maravilhoso, pois estão adquirindo experiências em diversos temas, inclusive no aspecto organizacional e burocrático", esclarece a fisioterapeuta e mestre em ciências da saúde.


Andressa pontua a relevância do evento ao evidenciar justamente um problema de saúde pública recente. "Esse congresso tem por objetivo proporcionar um conhecimento rico e contextualizado com um meio social fragilizado. Assim, acreditamos que os profissionais estarão mais preparados para atuar de forma mais integral e assertiva frente a essa problemática, objetivando beneficiar este grupo", continua.


Os temas escolhidos foram organizados com o propósito de introduzir a saúde de crianças e adolescentes em vulnerabilidade à comunidade acadêmica. "Sendo assim, teremos, em um primeiro momento, a introdução jurídica que contemplará os direitos sociais desses cidadãos, além de apresentar o trabalho do conselho tutelar e a assistência social e informar quando devem ser acionados por um profissional da saúde. Em seguida, traremos diferentes profissionais da área da saúde para explanar sobre a experiência da atuação com esse público infantojuvenil dentro desse contexto de vulnerabilidade", complementa a estudante.


A inscrição permite acesso a todas as palestras do evento, nos dias programados, mais acesso ilimitado por 12 meses. Ainda, os inscritos receberão certificado de participação. O valor promocional é de R$ 52,00.