Luz, câmera, storytelling: projeto do Audiovisual promove ambiente acadêmico mais interativo

09 de abril de 19
1 / 1

O professor do curso de Audiovisual, Filipo Carotenuto, começou um novo projeto nas redes sociais, chamado “Luz, Câmera, Storytelling”. O objetivo é ampliar o conhecimento da sala de aula para um ambiente mais interativo e com uma outra linguagem. Com início nas redes sociais: Instagram e Facebook, o projeto contará também com interações para o Youtube.


Uma das intenções do projeto é dar visibilidade ao audiovisual na região. “Eu queria ter algum canal para compartilhar conteúdo e, junto com isso, chamar a atenção da região para o audiovisual e cinema, ajudando, inclusive, a gerar público para o curso”, conta Filipo.


O nome do projeto teve como base um “jargão” bastante conhecido na indústria do cinema: luz, câmera, ação. Com a ajuda da famosa frase e com a referência das aulas que ele ministra no curso, decidiu adaptar o nome: luz (direção de fotografia), câmera (direção) e storytelling (roteiro).


Além das dicas e técnicas de cinema no Instragram e no Facebook, Filipo também faz votações interativas com os alunos, sorteios de DVDs e, agora, até análises de filmes no Youtube. A intenção do professor é a de que o projeto cresça ainda mais. “A ideia é conseguir integrar mais com as aulas, virar uma referência de audiovisual na região. Não de curiosidades e novidades, mas sim do como se fazer, compartilhando técnicas, teorias, práticas”. Confira todas as novidades do Luz, Câmera e Storytelling na página www.instagram.com/luzcamerastorytelling


O curso de Produção Audiovisual


O curso de Audiovisual da Universidade de Uberaba tem duração de quatro semestres e visa formar profissionais capacitados em todas as áreas que envolvem a produção audiovisual, desde a ideia até a pós-produção. “O curso surgiu de uma percepção da ausência da mão de obra qualificada para atuar no mercado de audiovisual em Uberaba e região. Existia a demanda, mas não os profissionais para suprir tudo isso”, conta a coordenadora do curso, Celi Camargo.


 Atualmente, o curso de audiovisual já conta com cerca de 60 alunos e, no início do ano de 2019, foi a graduação na área da comunicação com o maior número de calouros. “A nossa visão é formar o aluno para atuar na pré-produção, na produção e também na pós, como nas áreas de filmagem, direção, roteirização, edição e montagem; trabalhar com áudio. Nós damos uma formação generalizada na expectativa de o aluno descobrir sua vocação e se especializar na linguagem que deseja”, completa Celi.