Farmácia da Uniube faz campanha de prevenção à pressão alta

29 de abril de 19
1 / 6
2 / 6
3 / 6
4 / 6
5 / 6
6 / 6

O curso de Farmácia realizou, na semana passada, a “1ª Campanha de Prevenção à Hipertensão: somos todos 12/8”. Durante dois dias, alunos e professores estiveram presentes nos blocos A e Z do Campus Aeroporto para aferição da pressão arterial e medidas antropométricas, que indicam a quantidade de gordura abdominal, além de orientações. O evento marcou o Dia Nacional de Prevenção à Hipertensão, comemorado em 26 de abril.


“A gente realizou essas medidas e incentivamos as pessoas a ter uma vida mais saudável em relação à alimentação e à atividade física como forma de prevenir a aparição dessas doenças cardíacas. Então, o balanço é bastante positivo. Estivemos no bloco Z atendendo um público diferente do que a gente está acostumada no bloco A, e eles participaram bastante. O pessoal elogiou muito, então foi bem legal essa ação”, disse a professora Tatiana Pereira.


De acordo com o Ministério da Saúde, a pressão alta afeta um em cada quatro brasileiros adultos. O consumo excessivo de sódio, principal componente do sal, aumenta o risco de hipertensão e doenças do coração. Dois terços do consumo de sal pela população brasileira vêm do sal adicionado direto no prato. Os números mostram que o brasileiro consome mais que o dobro – quase 12 gramas – da quantidade recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS).


Prevenção e diagnóstico


Para o combate à hipertensão, o Ministério recomenda a adoção de um estilo de vida saudável desde a infância até a terceira idade e a realização dos exames de saúde rotineiros pelo menos uma vez no ano. A prática de exercícios físicos é outro hábito recomendado pela pasta.