Ex-aluna da Uniube fala sobre a atuação de enfermeiros na linha de frente da Covid-19

12 de maio de 21
1 / 2
2 / 2

A ex-aluna do curso de Enfermagem da Uniube, Cissa Paola Silva Gonçalves, sempre enxergou o quão essencial é o enfermeiro quando se trata de saúde. Essa admiração grande pela profissão foi o que levou Cissa a nunca ter dúvidas sobre qual profissão seguir. Atualmente, a ex-aluna da Uniube trabalha na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Mário Palmério Hospital Universitário e atua na linha de frente nos tratamentos de paciente contra a Covid-19.


Trabalhar em uma Unidade de Terapia Intensiva já estava nos planos de Cissa, ainda no estágio a enfermeira descobriu sua paixão pelo setor de UTI. "Sempre soube que a UTI era meu lugar, meu coração sempre batia diferente lá dentro. Tive excelentes referências que foram oferecidas pela Uniube durante meu estágio, sempre tive feedback dos professores sobre meu desenvolvimento durante o curso, onde sempre me mostravam onde melhorar para conseguir ser uma enfermeira de UTI.  Amo a Unidade de Terapia Intensiva e não me vejo longe dela em nenhum momento da minha vida", comenta.


A opção por atuar na UTI aconteceu antes da pandemia da Covid-19, mas esse desafio não afastou Cissa do sonho em atender casos de grande complexidade. "Esse último ano foi uma mistura de sentimentos, me sinto grata por todas as recuperações que pude acompanhar e participar, meu coração enche de alegria e felicidade por cada paciente que foi embora para casa ficar junto com sua família. Infelizmente, tivemos muitas perdas, perdas irreparáveis para as famílias, o cansaço físico e emocional de toda equipe aparece durante os plantões, sofremos junto ao paciente e família quase sempre, é impossível não enxergar o que está acontecendo, toda tristeza e desespero que passam", compartilha.


A enfermeira conta ainda que tem esperança em cada paciente que atende, pois sabe que eles dependem dela em cada segundo de vida. "Acredito que Deus está olhando por nós, nos dando força para continuar todos os dias. Por isso, neste dia do enfermeiro, agradeço a cada um que está na assistência, em especial aos meus colegas de trabalho que estão comigo durante todo esse tempo. Tenho muito orgulho de cada um de vocês, obrigada por tudo! Obrigada aos enfermeiros docentes que se dedicam tanto para levar conhecimento a todos nós", enaltece.


Cissa deixa um recado importante para todos sobre as prevenções contra a Covid-19. "Por favor, cuidem-se e cuidem da família de vocês! Respeitem o isolamento, mantenham distanciamento, use máscara, evite o máximo possível aglomerações, não sabemos como cada um vai reagir caso se contamine com o vírus, para alguns passa despercebido, para outros custa a vida! Se protejam, isso tem que passar, só depende da responsabilidade de cada um. Devemos cuidar do nosso bem maior, nossa vida", finaliza.