ENTEC 2018 conta com ciclo de atividades e palestras para alunos das Engenharias, Sistemas e Jogos

03 de dezembro de 18
1 / 7
2 / 7
3 / 7
4 / 7
5 / 7
6 / 7
7 / 7

Terminou, na semana passada, o 12º Encontro de Tecnologia (ENTEC) - Empreendedorismo, Inovação e Sustentabilidade. Este ano, a programação teve início em outubro e contou com um ciclo de palestras e eventos. Estima-se que cerca de quatro mil pessoas, entre alunos, comunidade e empresas expositoras, tenham participado das atividades, que acontecerem no Campus Aeroporto da Universidade de Uberaba (Uniube).


O ENTEC é direcionado, principalmente, aos cursos de Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia de Computação, Engenharia de Produção, Engenharia Elétrica, Engenharia Química, Jogos Digitais e Sistemas de Informação da Uniube. Hoje, esses cursos contam com, aproximadamente, 3.500 alunos regularmente matriculados. Além disso, o evento contou com a participação de estudantes de outras instituições de ensino superior, alunos de pós-graduação, profissionais de diversos segmentos, incluindo pesquisadores e professores.


Os cursos de Sistemas de Informação e Jogos Digitais promoveram, este ano, duas palestras. A primeira como o tema “Telemedicina”, com Rodrigo Tubelo. Já a segunda foi sobre “ O mercado de games e os impactos das novas tecnologias de áudio dinâmico e adaptativo, com Thiago Adamo. Na semana passada, os dois cursos realizaram a apresentação de projetos nas quadras cobertas do Campus Aeroporto.


“As duas palestras foram extremamente importantes para o desenvolvimento da aprendizagem pelos alunos. Nós tivemos públicos externos, nossos convidados gostaram muito de tudo o que viram aqui e tivemos também, nas duas ocasiões, a transmissão ao vivo dos eventos pela internet, com todo o Brasil conectado e assistindo. E elas deram um retorno positivo. Os alunos se envolveram bastante. Estamos muito felizes com tudo o que aconteceu”, disse o gestor dos cursos de Sistemas de Informação e Jogos Digitais, Luiz Fernando Ribeiro de Paiva.


Com o tema “Indústria 4.0 e o desenvolvimento das novas tecnologias”, o curso de Engenharia de Produção da Uniube realizou o III Simpósio de Engenharia de Produção (Simpepro). Trata-se de um evento nacional da área, que reúne a comunidade acadêmica, pesquisadores, professores e estudantes, empresários, consultores, engenheiros, administradores e demais profissionais do setor.


“O simpósio contou com uma programação variada de palestras, oficinas, mesas redondas e visitas técnicas, com o objetivo de promover conhecimento tecnológico e inovações na área em Uberaba e região. “Todas as indústrias estão optando pela tecnologia. E a indústria 4.0 nada mais é que o crescimento das indústrias no mercado. Estamos na quarta revolução industrial, que é o avanço da tecnologia. Tecnologia em tudo, qualquer que seja a área”, ressaltou a aluna de Engenharia de Produção e uma das organizadoras do Simpepro, Rita de Cássia Silvestre Costa.


Ainda dentro do ENTEC 2018, o Programa de Pós-graduação em Engenharia Química - Mestrado Profissional realizou o II Encontro de Desenvolvimento de Processos Agroindustriais (EDEPA). O evento visa promover a integração universidade-indústria, centros tecnológicos e de pesquisas, buscando oferecer ao mercado melhores produtos e serviços com maior valor agregado. “Este evento proporciona ao aluno o contato com profissionais renomados da academia, indústria e empresas por meio de palestras e possibilita, ainda, a apresentação dos trabalhos técnico-científicos”, afirmou o coordenador-geral do Encontro, professor David Maikel Fernandes.


Segundo o coordenador do curso de Engenharia Química e um dos organizadores do ENTEC 2018, professor Mauro Luiz Begnini, este ano buscou-se ampliar o tempo de realização do evento para o aluno não ficar sobrecarregado neste final de semestre. “Tudo isso envolveu várias ações e cursos de maneira canalizada. Engenharia Química fez palestras, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia de Produção, Engenharia Ambiental, por exemplo. Tudo voltado para atividades do ENTEC. Então, o balanço deste ano é positivo”, finalizou Begnini.