Dia do Meio Ambiente: professora da Uniube fala sobre a representatividade da data

04 de junho de 21
1 / 1

O Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado neste sábado (05). Ele foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) com o objetivo de chamar a atenção de toda a população para os problemas ambientais e a importância da preservação de recursos naturais. A coordenadora dos cursos de Ciências Biológicas e Engenharia Ambiental da Uniube, Francienne Gois Oliveira, explica um pouco sobre o tema e as áreas mais envolvidas com o assunto.


Qual a importância de reforçar, nesta data, o cuidado necessário com o meio ambiente?


Nós somos totalmente dependentes dos recursos naturais para a nossa sobrevivência e qualidade de vida. Não podemos nos esquecer de que o meio ambiente não é  apenas o meio natural, mas sim tudo que está em nossa volta, por isso é uma data para refletir sobre as questões ambientais e como podemos contribuir para o desenvolvimento sustentável, explorar os recursos naturais  de forma racional/sustentável, levando em consideração os dizeres do Art. 255 da Constituição Federal: "Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao poder público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações".


Quais são atualmente as principais discussões acerca do tema meio ambiente?


Nós temos, na Lei nº 14.026/2020, o Marco de Saneamento, que traz:



  • Meta de 99% da população com água potável em casa até dezembro de 2033.

  • Meta de 90% da população com coleta e tratamento de esgoto até dezembro de 2033.

  • Ações para diminuição do desperdício de água e aproveitamento da água da chuva.

  • Estímulo de investimento privado por meio de licitação entre empresas públicas e privadas.

  • Fim do direito de preferência a empresas estaduais.

  • Se as metas não forem cumpridas, empresas podem perder o direito de executar o serviço.


Além disso, são constantes os debates sobre o desmatamento, a crise hídrica, as leis ambientais e o aumento das temperaturas globais.


Quais são os profissionais mais envolvidos com esta área? E como é a atuação deles?


Todos os profissionais devem e podem estar envolvidos com as questões ambientais, cada um dentro de sua área de atuação. Mas os biólogos e engenheiros ambientais são os que estão diretamente envolvidos nos processos de conservação, gestão e recuperação dos impactos ambientais, lembrando que impacto ambiental é a alteração do meio.


Estamos com muitas ações e vertentes voltadas para sustentabilidade no mundo todo. Como você avalia o mercado de trabalho para profissionais da área?


Esse é o novo mercado, que busca o desenvolvimento sustentável, que se traduz na busca do equilíbrio entre sociedade, economia e natureza. Estamos passando por mudanças e, por meio da educação ambiental, estamos formando cidadãos com consciência ambiental.


O mercado para os profissionais do setor está em ampla expansão, as oportunidades estão concentradas em indústrias, geradores de resíduos de serviços de saúde, setor rural, empreendimentos públicos e privados, órgão de pesquisas, além das consultorias e pericias  (ambiental, civil e forense), Gestão Ambiental, Projetos Ambientais, Licenciamento e Regularização Ambiental e Educação Ambiental.


Quais são os diferenciais dos cursos da Uniube?


Nós proporcionamos uma educação ética, humanista e sustentável. Possuímos uma carga horária completa com aulas práticas, visitas técnicas e estudos de caso. Nosso corpo docente é formado por professores mestres e doutores e todos os nossos componentes são direcionados para a solução de problemas. Os cursos são realizados no período noturno e estão sempre com currículos atualizados.


 


Francienne Gois Oliveira


Graduação em Gestão Ambiental - IFTM/Uberaba. Licenciatura em Ciências Biológicas - Uniube/ Uberaba. Mestrado e Doutorado em Agronomia na área de meio ambiente.  Gestora dos cursos de Bacharel em Ciências Biológicas e Engenharia Ambiental.