Alunos de Educação Física participam de aula prática no Teatro Sesi Uberaba

08 de junho de 21
1 / 5
2 / 5
3 / 5
4 / 5
5 / 5

Os alunos do curso de Educação Física da Uniube participaram, no último mês, de uma visita técnica ao Teatro Sesi Uberaba, pela disciplina de Dança. O intuito foi proporcionar aos alunos conhecimento sobre o que acontece "por trás das câmeras", por meio da vivência do lado artístico e da organização sistematizada da dança. Todas as medidas de segurança para a prevenção da covid-19 foram tomadas.


A visita técnica foi guiada por dois funcionários do local. Segundo a professora da disciplina, Luana Martins Vasques, os objetivos da vivência foram superados já que a maior parte dos alunos pisaram em um palco pela primeira vez. "O acesso se tornou mais simplificado, pois atuo lá também e, ao conhecer todas as medidas de segurança e o 'por trás das câmeras', achei que seria interessante que os alunos vivessem este lado artístico que a disciplina poderia desenvolver, além de toda atuação enquanto profissional na organização sistematizada da dança. Portanto, com a reação de todos nesta vivência, senti-me completamente realizada com a ação", diz.


A prática estava prevista para acontecer no ano passado, devido à pandemia precisou ser adiada. "Por atuar no local, vejo que as medidas necessárias de segurança estão sendo realizadas desde o primeiro momento que abriu novamente. Os cuidados são sinalização de entradas e saídas, aferição de temperatura, álcool em gel em totens pelo espaço, distanciamento correto entre as cadeiras do teatro, além de todos utilizando máscara em todos os momentos", explica a professora Luana.


A experiência visou não só unir a teoria com a prática, mas também incentivar mais profissionais da área a atuarem com a dança. "Os profissionais demonstraram com detalhes como é desenvolvido o trabalho deles. Desde a cabine de iluminação e som até os camarins, passando por todo o processo de montagem de palco e luzes, deixando sempre clara a importância do profissional da dança saber todos esses detalhes para poder conduzir perfeitamente um espetáculo", continua a professora.


E a oportunidade foi marcante para a estudante do 3º período de Educação Física, Nathalya de Oliveira Calicate, que sempre se interessou por dança. "Já fiz várias apresentações, mas nunca tinha conhecido a fundo como são feitos os preparos do palco, da luz e do som, eu fiquei encantada por poder conhecer por trás das apresentações, poder ver o carinho que a equipe tem para deixar tudo organizado para os artistas se apresentarem, eles fazem tudo com tanto cuidado, com tanto amor, sempre pensando no público e em quem vai se apresentar ali no palco, eles ficam ali escondidos em uma cabine fazendo a magia acontecer".


A aluna ainda conta que ficou muito contente com a ideia da professora em realizar esta visita técnica. "Muitos de nós nunca tínhamos presenciando uma experiência tão única, tenho certeza de que todos os alunos ali presentes ficaram encantados, assim como cada detalhe do teatro fez meus olhos brilharem, posso afirmar que meus amigos também tiveram seus olhos brilhando a cada ensinamento ali, a parte mais legal para nós foram as luzes, ficamos ali em cima do palco brincando com as luzes e as fumaças, aprendendo como são feitas para que mudem de cor. Eu amei muito e espero um dia poder trabalhar com uma equipe tão maravilhosa quanto a que conheci ali. Minha vontade de trabalhar com palco aumentou ainda mais".


Para a aluna do terceiro período de Educação Física, Gabriela Lino, a experiência também foi muito importante para que ela pudesse conhecer as pessoas que trabalham nos bastidores. "Ver a dedicação por aquilo que fazem foi lindo. E que sorte elas têm de trabalhar ali, que boas energias transmitiram. O valor de uma visita técnica é incomparável porque nos traz a aprendizagem da teoria e da prática e nos fornece conhecimentos e experiências. Pela situação que estamos vivendo, sair do "cotidiano" e conhecer um novo lugar na área de formação foi sensacional. O sentimento é de gratidão pela professora Luana ter proporcionado isto e aos técnicos e ajudantes da limpeza, que nos receberam tão bem", finaliza a estudante.