Aluna do Mestrado de Odontologia da Uniube recebe menção honrosa em Jornada Odontológica

11 de novembro de 21
1 / 1

A aluna do Programa de Pós-graduação em Odontologia da Uniube - Mestrado, Graziele Cristina Alvim da Silva, recebeu menção honrosa em um trabalho apresentado na 43ª Jornada Odontológica de Ribeirão Preto. O evento acontece anualmente, sob a organização da Universidade de São Paulo (USP), e tem o objetivo de oferecer à comunidade odontológica conhecimento científico, por meio de palestras, minicursos e apresentações de trabalhos.


A pesquisa visa aperfeiçoar e verificar, de forma inédita, a viabilidade do uso de adesivos protéticos incorporados com vanadato de prata nanoestruturado, através da análise da atividade antibiofilme, da força adesiva e da biocompatibilidade. "Há uma necessidade crescente em continuar buscando estratégias práticas, eficazes e de baixo custo para aperfeiçoar os materiais odontológicos. O uso continuado de materiais adesivos biocompatíveis, associados a compostos que tenham ação antimicrobiana, mesmo por um período de tempo limitado, pode ser muito benéfico na prevenção da estomatite protética, infecção mais comum da cavidade bucal relacionada ao uso de prótese, presente em até 70% dos usuários, ou contribuir para o tratamento dessa doença. Neste contexto, a nanotecnologia, ciência que compreende e controla a matéria em escala nanométrica (1 a 100 nanômetros), onde as propriedades únicas decorrentes dessa dimensão permitem novas aplicações, tem atraído interesse da comunidade científica na busca por materiais odontológicos com propriedades antimicrobianas", explica Graziele.


A menção foi recebida pela categoria "Materiais Dentários e Prótese", por um trabalho desenvolvido na Uniube, sob orientação da professora e doutora Denise Tornavoi de Castro e colaboração dos também docentes da instituição professores e doutores César Penazzo Lepri e Marcelo Rodrigues Pinto, em parceria com a USP e UFTM. "É muito gratificante ver nossos alunos se desenvolvendo e se destacando através dos trabalhos desenvolvidos na nossa instituição. Poder despertar a vocação acadêmica e científica e incentivar esses talentos potenciais, que com certeza no futuro poderão contribuir com a nossa sociedade, nos traz a sensação de dever cumprido", destaca a professora Denise.


Para a aluna, receber a premiação é uma conquista de extrema importância. "Fico muito feliz em ver um trabalho desenvolvido desde a graduação, com muita dedicação e rigor, ser reconhecido em um evento grande em meio a tantas pesquisas de qualidade. A sensação é inexplicável, e isso só foi possível pela excelente orientação da Profa. Dra. Denise Tornavoi e pelo suporte que a Universidade sempre me ofereceu", complementa Graziele.


Graziele começou o contato com a pesquisa ainda na graduação, com a Iniciação Científica. "Através da Iniciação Científica, os alunos têm a oportunidade de vivenciar experiências e desenvolver habilidades distintas daquelas envolvidas nas disciplinas obrigatórias de um curso de graduação. Eles vivenciam todos os aspectos relacionados à pesquisa, desde a elaboração do projeto, a execução dos protocolos experimentais, busca de informações na literatura até a análise e discussão dos resultados obtidos.  Isso tudo desenvolve o senso crítico e capacidades diferenciadas nas expressões oral e escrita, por exemplo. Esses alunos com certeza se colocam um passo à frente em relação às oportunidades e experiências tanto para sua vida profissional como pessoal", pontua a professora.


Por se identificar com a área a acadêmica, após terminar o mestrado, Graziele já planeja o ingresso no Doutorado. "A área da pesquisa cientifica é a base para desenvolver técnicas e trazer o que é de mais atual e seguro na prática clínica, permitindo que os profissionais exerçam a prática baseada em evidencia. Pretendo me dedicar mais a essa área, iniciar o doutorado e poder trazer algum benefício à odontologia através do ensino e da pesquisa", conclui a mestranda.