Advogada formada na Uniube atua no exterior

16 de junho de 21
1 / 1

Texto por: Prelo Comunicação


O sonho de ser advogada somou-se ao sonho de morar no exterior e deu certo. A ex-aluna do curso de Direito da Uniube Uberlândia, Valéria Martins Soares, conta ter escolhido justamente Portugal, por saber que poderia se recolocar profissionalmente. Ressalta ainda que se trata de um processo simples.


"Devido ao acordo de reciprocidade entre as Ordens dos Advogados Brasil e Portugal, qualquer advogado, legalmente habilitado a exercer a advocacia no Brasil, pode inscrever-se na Ordem dos Advogados Portugueses com dispensa da realização de estágio e da obrigatoriedade de realizar prova de agregação. Isto é, o advogado brasileiro deverá ter as anuidades em dia, e não ter condenação em processo disciplinar para requerer seu registro na OAB", explica a advogada.


Além disso, a advogada acrescenta um lembrete para aqueles que gostariam de seguir os passos dela: a inscrição na OA permite o exercício da profissão em Portugal, porém o visto de residência é outro processo. Ademais, o requerente deve juntar os documentos necessários, bem como pagar 300 euros no momento da solicitação do registro.


Valéria, inicialmente, irá atuar na área de imigração e se coloca à disposição de quem tiver interesse em planejar uma carreira profissional, em morar, estudar ou empreender em Portugal. Ela disponibiliza seu contato: contato@vialegalportugal.pt.


A advogada agradece ainda o incentivo dos professores ao longo do curso, o que proporcionou com que fosse aprovada no primeiro exame da Ordem de Advogados do Brasil (OAB). "Sem a aprovação, seria impossível a realização de mais esta conquista. Um especial agradecimento ao coordenador e professor Alexandre Corrêa que, até hoje, vibra com as nossas conquistas", finaliza.


Os profissionais do curso de Direito da Uniube Uberlândia se enchem de orgulho ao acompanhar seus ex-alunos realizando sonhos tão grandiosos. "Nossa ex-aluna, Valéria Martins Soares, nos enche de orgulho e leva um pouco do nosso ensino para Portugal. Apesar do sistema jurídico português existir próximo ao brasileiro, a adaptação não é fácil e exige preparo e mais dedicação. A determinação de Valéria é inspiração para que mais alunos nossos aproveitem as oportunidades globais", disse o professor e coordenador do curso de Direito da Uniube Uberlândia.


Diante de exemplos como os de Valéria Martins Soares, é possível inspirar e incentivar os alunos a vivenciarem experiências profissionais nacionais e internacionais. "A Uniube preza por uma educação de qualidade que, por consequência, dê oportunidades possíveis de serem sonhadas e alcançadas pelos alunos", finaliza o coordenador Alexandre Corrêa.