2016 - Centenário do Nascimento do Educador Mário Palmério

01 de março de 16

Este ano é comemorado o centenário de Mário Palmério, fundador da Universidade de Uberaba (Uniube), também professor, romancista e político. A universidade o homenageará durante todo o ano, com projetos para relembrar e divulgar a sua história e seus trabalhos.

Entre as inúmeras homenagens, a Uniube fará parceria com a Academia de Letras do Triângulo Mineiro e a reedição das obras de Palmério, como o romance Chapadão do Bugre. A revista Convergências terá uma edição especial sobre a vida e a obra de Mário Palmério. Será realizada uma exposição itinerante, em escolas públicas e bibliotecas de Uberaba.

Este centenário tem como objetivo reavivar a lembrança do fundador da Universidade, além de expor a importância desta figura no desenvolvimento da cidade de Uberaba.

Breve História

Mário de Assunção Palmério nasceu no dia 01 de março de 1916, na cidade de Monte Carmelo/MG. Após breve passagem pela cidade do Rio de Janeiro, mudou-se para São Paulo onde formou-se em Matemática e iniciou sua carreira como educador.

De volta a Uberaba, em parceria com sua irmã Laurencina Palmério, fundou sua primeira escola, Liceu do Triângulo Mineiro que, anos depois, virou o Ginásio Triângulo Mineiro. Em 1947, o governo autorizou o funcionamento da Faculdade de Odontologia começando aqui o grande legado de Mário Palmério.

Em 1951, foi eleito como deputado federal e, nesse mesmo ano, fundou a Faculdade de Direito. Teve papel importante na criação do primeiro curso de medicina de Uberaba da UFTM - Universidade Federal do Triângulo Mineiro, na época, ainda chamada de Faculdade de Medicina do Triângulo Mineiro (FMTM). Fundou a Escola de Engenharia. Em 1972, a instituição passou a se chamar Faculdades Integradas de Uberaba (Fiube). Em 1988, passa, então, a se chamar Universidade de Uberaba (Uniube). Escreveu vários romances, como as obras publicadas, Vilas dos Confins, Chapadão do Bugre e O Morro das Sete Voltas. Mário Palmério faleceu dia 24 de setembro de 1996.

Clique aqui e conheça o site do memorial de Mário Palmério.